Para nossas crianças

O Centro Comunitário de Educação Infantil São Jorge (CCEI)

 São acolhidas, educadas e alimentadas 150 crianças de 2 à 5 anos, funcionamos de fevereiro a dezembro, de segunda a sexta.

Objetivos

--> Proporcionar à criança proteção, educação e saúde, favorecendo seu desenvolvimento físico, intelectual, psicossocial e integral.
--> Oferecer uma educação de qualidade, pautada nos princípios da ética, do respeito aos outros e da promoção social com base na Referência Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI).

Diversas atividades as permitem desenvolver suas capacidades : psicomotoras, de observação, de expressão oral, corporal, assim como sua criatividade. Cada criança recebe todos os dias uma alimentação equilibrada (elaborada por uma nutricionista): café da manhã, frutas ás 10 horas, almoço e merenda. Em contrapartida, suas mães devem participar de reuniões e palestras regulares e ajudar 2 dias por mês, nos diversos serviços. Esta exigência permite uma dinâmica de participação e de crescimento da mãe na sua missão educadora.

Parque Infantil, Quadra Esportiva e Horta Pedagógica

Graça a dois generosos doadores franco-brasileiros, foram construídos num terreno anteriormente doado a « Criança e Família ».

 

  O Projeto Integração

Nasceu em 2002, pós uma doação de visitantes que constataram que era necessário acolher as crianças ao sair da creche. Primeiramente, pequenos locais foram adicionados á creche e outra doação permitiu a compra de uma pequena casa.  O terreno permitiu ampliar muito. E hoje acolhemos 150 crianças de 6 à 11 anos, no complemento  escolar.

Objetivos

 --> Atender crianças e adolescentes de famílias carentes, matriculadas na rede de ensino regular governamental ou municipal.

 -->Na base nas orientações da UNESCO de ensinar a SER, CONVIVER, FAZER e CONHECER, oferecer reforço escolar em nível de alfabetização, iniciação a informática e atividades socioeducativas esportivas que possam desenvolver  autoestima e cidadania, evitando assim a ociosidade e ou o trabalho infantil, com risco de marginalização.

 --> Contribuir para redução da vulnerabilidade social das famílias da comunidade, através de ações que visam à promoção da consciência dos direitos e deveres de cidadãos e pais de família.

Aulas de Informática, Quadra Esportiva e Horta Pedagógica

Projeto tem uma iniciação á informática básica com jogos e trabalhos ligados às aprendizagens pedagógicas. Atividades de esportes, coletivas e individuais como handball, basquetebol, voleibol, futebol, futsal, tênis de mesa e noções de atletismo. Com a horta, as crianças aprendem sobre uma educação ambiental mais correta e uma alimentação saudável. 

 

Para nossos adolescentes

Projeto Jovens em Ação 

Após a criação do Centro Antonieta que acolhe e acompanha jovens mulheres gravidas, era destacável e deplorável o feito de que muitas delas eram adolescentes ou pré-adolescentes que não estavam preparadas a serem mães.

A fim de reduzir  gravidez indesejável, revelou-se indispensável a necessidade de criar um Projeto sócio- educativo especialmente para elas, dando importância a SER, CONVIVER, FAZER E CONHECER.

Jovem em Ação nasceu oficialmente em 2004 e sucessivamente abriram formação pré profissionalizantes para cuidados de beleza: cabelos, unhas, maquiagem e oficinas de artesanato, dança, empregabilidade e cultivamos o acesso a cultura indo a museus, teatros , bibliotecas entre outros.

Hoje, acolhemos 50 meninas por semestre entre 13 e 18 anos, em meio período para incentivar e tornar possível a continuação dos estudos.

 

 

Mecânica de Automóveis e Motocicletas


Numa comunidade marcada pela pobreza e a violência, muitos jovens em situação de vulnerabilidade social e familiar abandonam os estudos e não tem outra perspectiva que marginalização. A doação dos equipamentos de Mecânica vindos de Vila Prudente em São Paulo, permitiu a criação do Projeto de Mecânica com um artesão do bairro. 

Hoje, formamos por semestres 50 jovens de 16 á 22 anos.

Objetivos

  • Oferecer uma formação socioeducativa e pré-profissionalizante a fim de resgatar nos jovens autoestimas, confiança, consciência crítica da realidade, gosto pela ação comunitária e pelo trabalho.

  • Desenvolver suas potencialidades, incentivar a volta aos estudos, à procura de formação complementar e de entrada no mercado de trabalho.

A formação inclui um curso uma formação teórica e prática, aulas de

empregabilidade e atividades socioeducativas.